Decoração com monogramas: charme e elegância
19 de maio de 2018
Quarto de bebê clássico com berço branco, poltrona de amamentação bege, mesa de apoio e abajur branco
Quarto de bebê clássico para um príncipe
19 de maio de 2018
Por Vanessa Guimarães / Foto: Divulgação

Nestes mais de 20 anos trabalhando com o universo da decoração infantil, eu montei e decorei, entre quartos de bebê e espaços infantis, cerca de mil ambientes! Sem contar o acompanhamento de vários outros que minha equipe coordenava. Você não faz ideia de quanto estas idas e vindas me ensinaram. Principalmente sobre o que é um ambiente funcional para uma criança.

Como não nasci sabendo fazer quartos de bebê, fui aprendendo com muita observação, pesquisa e intuição. Vale lembrar que sou de uma geração que não existia o Google.  E, neste negócio, o que vale é a prática.

Minha grande escola foi justamente montar e decorar os quartos dos bebês das minhas clientes. Pois vivenciei centenas de vezes a rotina de montar e desmontar o berço e a cama da babá. Ou fazer milhares de laçarotes de protetores de berços e decorar prateleiras. Ou ainda, pensar no melhor posicionamento de quadros, pendentes e tantos outros detalhes que fazem toda a diferença no décor.

Em cada uma destas visitas eu sempre percebia algo que podia ser melhorado, na modelagem de uma peça, na composição de outra. Tudo isso na intenção de facilitar a vida de quem viveria a rotina daquele ambiente e de trazer mais qualidade aos meus produtos.

O objetivo sempre foi deixar o espaço mais prático, funcional e muito aconchegante. O erro mais comum e que limita um quarto de bebê é a falta de espaço para circular. Por isso, o planejamento correto em relação aos móveis necessários e o posicionamento de cada um são fundamentais para se ter um bom projeto.

Como preparar o projeto de um ambiente funcional

O berço é o grande destaque e, normalmente, o primeiro item comprado. Depois a futura mamãe escolhe a cômoda, a cadeira para amamentar e a cama da babá. Mas, na maioria das vezes, estas aquisições são feitas sem ter em mãos a planta baixa. Aí, o risco de ter um ambiente com pouca circulação e espaço mal aproveitado é bem grande.

Saber as medidas da área e o posicionamento correto e as medidas das portas, janelas e prováveis colunas são cuidados necessários para quem deseja montar um quarto prático, belo e aconchegante.

Os detalhes também são importantes

Além dos móveis, não podemos esquecer dos itens que vão compor a decoração, como os enxovais de berço e de cama, as cortinas, o tapete, os quadros, as prateleiras, o lustre, o abajur, o baú de brinquedos, o criado-mudo ou uma pequena mesa de apoio ao lado da poltrona de amamentação.

Afinal, a praticidade e a funcionalidade não podem ser comprometidas, certo? Então, antes de tudo, é necessário providenciar a planta do quarto com todas as medidas. Isso incluindo as dimensões da janela, das portas e do pé-direito – que é a altura do piso até o teto.

Aproveite o que o local já possui 

Outro fator importante é saber aproveitar o que existe no local. Por exemplo, se você tiver um armário embutido, pode usar o tampo do gaveteiro como trocador. A maioria dos armários tem uma parte com 4 ou 5 gavetas, que normalmente tem 90 cm de altura e ocupa a extensão de 2 portas convencionais ou 1 porta de correr. Desta forma, o tampo deste gaveteiro costuma ter de 75 a 95 cm de comprimento e é perfeito para servir como base do trocador. Já usei várias vezes este truque e o resultado final é ótimo.

Outra opção para resolver o problema de espaço, se o armário não tiver portas de correr, é retirá-las e revestir a parte interna do móvel com papel de parede coordenado com o tema e as cores escolhidas para a decoração.

Além disso, pode-se usar uma pequena prateleira no fundo para dispor porta-fraldas, porta-trecos e até um fio de LED para imprimir um charme a mais ao décor.

Na verdade, existem inúmeras formas de deixar esta cômoda improvisada superbacana e garantir uma boa circulação. Afinal, em pouco tempo, o bebê vai dar seus primeiros passinhos e irá precisar de mais espaço para se desenvolver.

O que quero dizer é que a beleza e a estética não podem prevalecer sobre a funcionalidade e a praticidade. Este ambiente, além de lindo, encantador e aconchegante, precisa se adequar à rotina do dia a dia.

Veja também: Decoração clássica e feminina e Escolha o brinquedo do seu filho 

Arquiteta com roupa vermelha e cabelos castanhos falando sobre a importância de ambiente funcional para o bebe

Vanessa Guimarães é designer e consultora, especializada em estampas para tecidos, papéis de parede, acessórios e projetos de decoração para bebês, crianças e jovens

Assine nossa newsletter

Guia de Fornecedores



Inclua sua marca aqui!



Agenda

Próximo Evento:

No upcoming events.

Su Mo Tu We Th Fr Sa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 «  ‹ out 2019 ›  » 



Pin It on Pinterest